quarta-feira, 23 de abril de 2014

25 de Abril - 40 anos

Caros leitores,

hoje deixamos aqui informação referente à emissão de selos "25 de Abril - 40 Anos".
.
“O golpe militar de 25 de Abril de 1974 em Portugal abriu de forma inesperada a chamada terceira vaga dos processos de democratização na Europa do Sul, que se estenderia à Grécia, em 1975, e à Espanha, em 1977. Na década seguinte, o fim da Guerra Fria iria desencadear o mesmo processo na América Latina e na Europa Central e Oriental. Ainda sem grandes constrangimentos internacionais pró-democratizadores e em plena guerra fria, a rutura política provocada pelos militares portugueses deu lugar a um processo simultâneo de democratização e descolonização do último império colonial europeu. A grande singularidade do caso português foi precisamente a intervenção democratizante do movimento dos capitães, rara senão única no século XX. Ao contrário de Espanha, Portugal conheceu uma transição por colapso e a Grécia por rutura, mas a democratização lusa foi acompanhada por uma forte crise do Estado. A natureza de rutura da transição, mas sobretudo a crise do Estado que esta desencadeou, marcou as características mais complexas da transição e algumas dimensões das atitudes perante o passado ditatorial, durante este período. Ambas confluíram num duplo legado à consolidação democrática, a partir de 1976. Portugal, tal como a Grécia e a Espanha, consolidou progressivamente a sua democracia, e tornou-se entretanto numa democracia moderna, plenamente integrada na União Europeia nos anos oitenta do século XX. A Comunidade Europeia, enquanto referência da Europa desenvolvida, desempenhou um papel muito importante na consolidação democrática em Portugal, na Grécia e na Espanha, não apenas no campo económico mas também no campo político. A descolonização, a consolidação da democracia, a adesão à União Europeia e a mudança social das últimas décadas do século XX apagaram então muitas das clivagens que presidiram à singularidade da transição democrática portuguesa, mas o 25 de Abril de 1974 é ainda visto pela sociedade portuguesa como o símbolo positivo mais marcante da sua história contemporânea.” (Pinto, A. 2014)
Selos
Bloco
Carimbos de 1.º dia
Dados técnicos
Sobrescrito  com carimbo de 1.º dia e selo de taxa N circuladodo Porto para Estoi em correio normal
Carimbo de 1.º dia de Lisboa obliterando selo de 0,40€ da emissão base "Desportos radicais"


Sem comentários:

Enviar um comentário

Ligações

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...