Selos sobre o Algarve

Nesta página poderão ver alguns selos emitidos no qual se pode estabelecer uma ligação com o Algarve.

2013


Selo inserido na série de selos Sabores do Ar e do Fogo que foi colocada em circulação no dia 15 de Março.

Origem: porcos de raça alentejana ou outros;
Forma: cilíndrica e recta com comprimento máximo de 30 centímetros, é um ensacado em pano de lençol branco, sendo cosido com linha de algodão;
Ingredientes: farinha de milho, sangue, carnes magras, gorduras, sal, alho, pimenta, cominhos, cravinho, louro e canela;
Ao corte: cor escura não homogénea, com algumas manchas esbranquiçadas das gorduras;
À prova: sabor muito agradável, rico de especiarias mas suave, salientando-se a canela; textura macia;
Área de transformação: todo o concelho de Monchique.



Dados Técnicos
Emissão: 15 de Março de 2013
Selo: Correio Azul 20g. - 110 000
Design: AF Atelier
Fotos: Mário Cerdeira
Papel: FSC 110 g./m2
Formato: 40 x 30,6 mm
Picotagem: Cruz de Cristo 13 x 13
Impressão: offset
Impressor: INCM – Imprensa Nacional Casa da Moeda
Folhas: Com 50 exemplares



2012



Segundo os CTT a "Herança multissecular e reminiscência fulcral da vida diocesana, as catedrais portuguesas constituem recursos fundamentais na articulação entre o centro religioso, cultural e turístico das cidades. Com particular relevância para o seu crescimento e estruturação urbana, emergem como núcleos patrimoniais de excelência, que reclamam ser partilhados e fruídos. Ainda que por vezes, dissipado o timbre nevrálgico que as circunstancia como sedes episcopais, lugares de magistério e do exercício pastoral, perpetuam-se, sem dúvida, como testemunhos vivos da memória coletiva e da fé dos homens que as ergueram. Materializando o empenho na sua valorização e o ensejo de as colocar ao serviço de todos, nasceu em 2009 o projeto «Rota das Catedrais», no âmbito do acordo de cooperação oportunamente celebrado entre o Estado Português e a Igreja Católica. Acionando uma atuação concertada em torno destes monumentos, entre os templos afetos ao culto católico com o estatuto canónico de Catedral, ou de Concatedral, bem como as antigas Sés de Elvas e Silves, a «Rota das Catedrais» pretende, para lá da emergente intervenção de natureza material, capacitar as sés portuguesas numa perspetiva cultural, tendo em vista a sua fruição e melhor conhecimento. Neste estrito sentido, o projeto constitui uma oportunidade única de reabilitação e desenvolvimento sustentado, não apenas do edificado, mas, também, das comunidades e dos centros históricos que as enquadram. É nesta ótica que se inscreve a presente emissão filatélica, iniciativa potenciadora de um entendimento em rede das catedrais portuguesas. Promovendo a sua descoberta enquanto conjunto patrimonial de eleição, no âmbito do espírito que preside aos desígnios deste projeto, aqui se destacam as catedrais como um todo coerente e profundamente identitário, em estreita aliança com os inestimáveis valores culturais e artísticos que o singularizam." (retirado de CTT)


Dados técnicos
Emissão: 18 de Maio de 2012
Selos: 10 x N20g. 10 x 235 000
Design: Atelier Acácio Santos / Helder Soares
Fotografias: Terra das Ideias (para Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja)
Papel: FSC 110 g/m2
Formato (selos): 40 x 30,6 mm
Picotagem: Cruz de Cristo 13 x 13
Impressão: Offset
Impressor: Joh. Enschedé
Folhas: com 50 exemplares
Sobrescrito de 1.º dia / FDC: C6 - 0,56 €
Pagela: 0,70 € 

2011


Festas Tradicionais Portuguesas
A festa moldada pelos parâmetros de uma sociedade rural e tradicional, que nos anos do êxodo rural da década de 60 parecia desaparecer, adquiriu, no final do  século XX, outras expressividades. A década de 80 trouxe a revitalização de muitas festas, que apresentam novos contornos.  Houve uma tomada de consciência, por parte das populações, do valor das tradições locais, do tão falado «património etnográfico» e da importância da defesa da autenticidade. Face à industrialização, à modernização e à crescente urbanização, as sociedades criam (ou recriam) celebrações, momentos de lazer que refazem identidades. Temos hoje em dia uma multiplicidade de novas formas festivas no mundo urbano e no espaço rural. 

O carnaval de Loulé é um  ex-líbris centenário da cidade, famoso pelo seu corso repleto de foliões, gigantones e cabeçudos, carros alegóricos, grupos de animação, escolas de samba e convidados célebres. Os carros alegóricos são o palco de encenações de sátiras políticas, sociais e desportivas, em que são revistos criticamente acontecimentos recentes da vida nacional. O desfile dos carros e a Batalha das Flores constituem dois momentos de destaque.
 
Dados Técnicos
Emissão - 2011 / 02 / 21

Selos - 
€0,10; €0,32; €0,47; €0,68; €0,80
Design - Atelier WHITESTUDIO
Agradecimentos - Clara Saraiva e Benjamim Enes Pereira
Papel - FSC 110 g / m2

Formato -selos: 30,6 x 27,7 mm

Picotagem - 11 3/4 x 11 3/4

Impressão - offset

Impressor - INCM
 
Folhas - Com 100 ex. 
Inteiro Postal  - €o,32

Sobrescritos de 1º dia - C6 – 0,56

Pagela - 0,70

2010

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ligações

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...