sábado, 24 de setembro de 2016

Inauguração da ALGARPEX 2016

Caros leitores,

aqui vos deixamos um vídeo e algumas fotos da inauguração da ALGARPEX 2016.




Da direita para a esquerda: Jorge Bomba, Luís Brás, Aurélia Parreira, José Belchior e Francisco Paiva


sábado, 6 de agosto de 2016

Selo - Campeão da Europa 2016

Caros leitores,

aqui vos deixamos a imagem do bloco comemorativo da vitória da Seleção de Futebol Portuguesa no Campeonato Europeu de Futebol.

domingo, 31 de julho de 2016

Convite para ALGARPEX 2016



Caros leitores,

aqui vos deixamos o convite para mais uma ALGARPEX

"Prezado Coleccionador,

Com o maior prazer anunciamos a realização da "Algarpex 2016" - 7.ª Exposição Filatélica do Algarve, este ano a cargo da Secção Filatélica do Lions Clube de Portimão, a realizar de 21 a 25 de Setembro, no Hotel Júpiter, na Praia da Rocha.

As "ALGARPEX" - Exposições Filatélicas do Algarve são levadas a efeito, anual e alternadamente, pelo conjunto de Agremiações Filatélicas sediadas no Algarve, para coleccionadores naturais ou residentes na Província, com os seguintes objectivos:

- Divulgar e promover a filatelia na Província do Algarve incentivando novos coleccionadores; - Despertar o interesse dos filatelistas pela participação em certames filatélicos;
- Mostrar que, para ser coleccionador, não é obrigatório obedecer a critérios rígidos de apresentação; - Dar a possibilidade ao coleccionador de apresentar as suas colecções tal e qual como as idealizou; - Orientar e incentivar o coleccionador a enveredar pela competição; - Desenvolver os laços de amizade e colaboração entre os filatelistas, dando uma valiosa contribuição para a melhor compreensão entre todos; - Procurar difundir, principalmente entre a juventude, a actividade filatélica no que respeita ao seu valor cultural e ao seu interesse para a educação e ocupação de tempos livres; - Promover, anualmente, um grande encontro entre coleccionadores, com ampla participação de todos, onde possam mostrar as suas colecções, receber sugestões e criar amizades

Contamos com a sua valiosa participação para tornar esta Exposição anual um marco importante da Filatelia em Portugal e, em especial, no Algarve.

O Regulamento e Ficha de Inscrição (que poderá ser enviada por email) seguem em anexo.

Agradecemos divulgue este certame e estenda este convite a outros filatelistas que conheça, mesmo que sejam principiantes.

Aguardando a sua preciosa adesão, enviamos as nossas melhores

Saudações Filatélicas e Lionísticas


A Secção Filatélica do Lions Clube de Portimão"

Regulamento ALGARPEX 2016

Regulamento Especial da "ALGARPEX 2016" - 7.ª Exposição Filatélica do Algarve

A Secção Filatélica do Lions Clube de Portimão propôs-se organizar, a "ALGARPEX 2016" com o seguinte Regulamento:

Art.º 1.º - ORGANIZAÇÃO, PATROCÍNIO, LOCAL E DATA
1.1. A ALGARPEX 2016 - Exposição Filatélica do Algarve é organizada pela Secção Filatélica do Lions Clube de Portimão, com a colaboração da AFAL - Associação Filatélica Alentejo Algarve e da Secção Filatélica dos Bombeiros de Vila Real de Santo António, patrocínios e apoios da Federação Portuguesa da Filatelia, CTT - Correios de Portugal, Município de Portimão e Hotel Júpiter.
1.2. A ALGARPEX 2016 realizar-se-á, na Sala Medronheiro do Hotel Júpiter, na Praia da Rocha, de 21 a 25 de Setembro de 2016.

Art.º 2.º - REGULAMENTAÇÃO
2.1 A Exposição não é competitiva. Não se regerá pelos Regulamentos Oficiais de Exposições da Federação Portuguesa de Filatelia, exceto no respeitante à definição do material suscetível de ser considerado filatélico e permitido a ser exposto, consoante as diversas Classes Filatélicas.
2.1.1 A Exposição reger-se-á pelo presente Regulamento.

Art.º 3.º - CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO
3.1 Serão admitidos como expositores:
3.1.1 Os Correios de Portugal e Fundação das Comunicações
3.1.2 Os colecionadores, escritores e jornalistas filatélicos, naturais ou residentes no Algarve.
3.1.3 Os colecionadores da Andaluzia, inscritos por intermédio do Clube de Huelva a quem serão atribuídos um total de 25 quadros.


Art.º 4.º - GRUPOS DE PARTICIPAÇÃO
4.1 As participações serão distribuídas pelos seguintes Grupos e Secções:
Grupo A - Filatelia Tradicional
Grupo B - História Postal
Grupo C - Inteiros Postais
Grupo D - Aerofilatelia
Grupo E - Astrofilatelia
Grupo F - Filatelia Temática
Grupo G - Maximafilia
Grupo H - Juventude
 Secção "0" - Até 12 anos Secção I - de 13 a 15 anos
 Secção II - de 16 a 18 anos
 Secção III - de 19 a 21 anos
Grupo I - Literatura Filatélica
 Secção I - Manuais e Estudos
 Secção II - Catálogos Gerais
 Secção III - Periódicos Filatél.
 Secção IV - Artigos
 Secção V - Programas filatélicos através do formato audio- visual ou informático, incluindo páginas Web.
Grupo J - Selos Fiscais
Grupo K - Classe Aberta
Grupo L - Classe de um quadro Em cada um dos Grupos anteriores exceto no grupo de literatura
Grupo M - Filatelia Moderna (séc XXI - de 2001 a 2016) Tradicional, História Postal e Inteiros Postais
Grupo N - Postais Ilustrados

Art.º 5.º - INSCRIÇÕES, QUADROS, DESPESAS
5.1 As inscrições deverão ser feitas em formulários fornecidos pela Comissão Organizadora.
5.2 Cada expositor poderá inscrever, no máximo, duas participações, não contando para este número os grupos K, L e M. Não poderá ultrapassar os 8 quadros.
5.3 As inscrições deverão dar entrada na Comissão Organizadora até ao dia 25 de Agosto de 2016.
5.4 Competirá à Comissão Organizadora a aceitação das inscrições.
5.5 As participações serão apresentadas em quadros expositores de 1,20 m de altura por 1,00 m de largura, para 16 folhas formato A4, com exceção das participações do Grupo I que serão apresentadas em vitrinas.
5.6 Serão atribuídos a cada participação: - dos grupos A a G, J, K e N no máximo 8 quadros; - do grupo H de 1 a 5 quadros; - do grupo L, um quadro; - do grupo M, de 2 a 5 quadros;
5.7 As participações do grupo I deverão ser enviadas em duplicado, uma para ser exposta e outra para consulta do público. O material deste grupo não será devolvido.
5.8 Todas as folhas que façam parte das participações deverão estar protegidas por bolsas plásticas transparentes e numeradas, exceto no grupo da Literatura Filatélica.
5.9 As inscrições, por participante, é de 25 Euros (grátis para os Juvenis).

Art.º 6.º - PRÉMIOS 6.1 Será atribuído a cada expositor um Diploma de Participação e um troféu igual para todos os participantes.

Art.º 7.º - CONVÍVIO FILATÉLICO
7.1 Os participantes deverão estar presentes no Domingo dia 25 de Setembro, pelas 10,00 horas, para explicar e dar informações sobre a sua participação a quem o solicitar.
7.2 Os participantes terão à disposição, alguns Jurados do Quadro da Federação Portuguesa de Filatelia para quaisquer esclarecimentos e sugestões sobre o material apresentado pelo expositor.
7.3 Almoço convívio dia 25, grátis para os expositores, com distribuição de diplomas e lembranças.

Art.º 8.º - APOIO À JUVENTUDE
8.1 Nos dias 22 e 23 haverá visitas guiadas programadas destinadas aos alunos das Escolas do Concelho.

Art.º 9.º - MONTAGEM E DEVOLUÇÃO 4
9.1 A entrega das participações deverá ser feita impreterivelmente, até ao dia 20 de Setembro. Poderão ser montadas pelo próprio, no dia da inauguração, dia 17 de Setembro, das 10,00 às 16,00 horas.
9.2 A Comissão Organizadora responsabiliza-se pela montagem das participações que lhe forem entregues, de acordo com o item 9.1.
9.3 No decurso da Exposição não será permitido o levantamento do material exposto, seja a que pretexto for.
9.4 A Comissão Organizadora não se responsabilizará por quaisquer danos ou desvios, antes, durante ou depois da Exposição, sendo da responsabilidade dos expositores o seguro das suas participações se assim o entenderem.
9.5 O local da ALGARPEX 2014 manter-se-á, permanentemente, sob vigilância. 9.6. As participações poderão ser levantadas a partir das 17 horas do dia 25 de setembro.

Art.º 10.º - DISPOSIÇÕES GERAIS
10.1 Os casos omissos no presente Regulamento serão resolvidos pela Comissão Organizadora da ALGARPEX 2014.
10.2 Para todos os efeitos o endereço da Comissão Organizadora da ALGARPEX 2016 é o seguinte:

ALGARPEX 2016 - Lions Clube Edifício Auditório Municipal
Avenida Miguel Bombarda
8500-229 PORTIMÃO
Tl.: 282 418 345 Tm,: 935 438 471 Email: algarpex2016@gmail.com
   

sábado, 30 de julho de 2016

Laranja do Algarve


Caros leitores,

aqui vos deixamos um postal máximo elaborado com um postal editado pelo Centro de Caridade "Nossa Senhora do Perpétuo Socorro" - Porto, o selo "Frutos de Portugal - Laranja" colocado em circulação a 01 de setembro de 2015 e por fim a marca dia da Loja dos CTT Silves.


segunda-feira, 23 de maio de 2016

Ficha de inscrição no IV Encontro Internacional de Coleccionismo de Vila Real de Santo António


O IV Encontro Internacional de Coleccionismo de Vila Real de Santo António!!!!
Este ano com algumas novidades e até algumas melhorias!! Evento que terá lugar no dia 11 de Junho de 2016, pelas 09h00, no Centro Cultural Antonio Aleixo, bem no Centro de Vila Real de Santo António.
Esperamos poder contar com a vossa presença, para engrandecer este nosso 4º Encontro, que pretende divulgar o Coleccionismo na sua forma mais abrangente.
Para isso, contamos com coleccionadores de Pacotes de Açúcar, Selos, Moedas, Notas, Medalhas, Pins, Calendários de Bolso, Credifones, Porta-chaves, Canetas, etc, tanto Nacionais como Internacionais.
Vamos ter, à semelhança dos outros anos, muitas surpresas para todas as vertentes do Coleccionismo!
Esperamos por Vocês!!! 

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Biblioteca Vicente Campinas apresenta o livro "O primeiro carimbo comemorativo dos CTT do Concelho de Castro Marim"


A Biblioteca Municipal Vicente Campinas (Vila Real de Santo António) e Francisco de Oliveira Matoso Galveias, têm o prazer de convidar V. Exª. para apresentação do livro “ O Primeiro Carimbo Comemorativo dos CTT do concelho de Castro Marim, com apresentação da jornalista Susana Helena de Sousa, que terá lugar na Sala Multiusos da Biblioteca, pelas 18 horas do próximo dia 20 de Maio de 2016.

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Catálogo da Mostra Filatélica 110 anos da chegada do comboio a Vila Real de Santo António




Como descobrir o valor de um selo


Caros leitores,

ao longo do tempo temos sido contactados por diversas pessoas que desejam vender os selos dos seus familiares, no entanto, não sabem o valor dos selos nem como poderão saber. Face ao exposto ficam aqui algumas dicas: 

Descubra a idade do selo. Diferente das moedas, os selos não carregam a data de impressão, o que torna mais difícil a tarefa de determinar a idade do mesmo.
  • Em alguns casos, é possível determinar uma data aproximada de impressão baseado no seu design, por exemplo, se ele tiver sido feito para homenagear um evento histórico na época de tal evento.
  • Selos mais antigos também foram impressos em papel diferente dos selos mais modernos.
  • Selos usados para um fim específico, como correspondência marítima, têm um histórico mais fácil de rastrear, sendo assim mais fácil de determinar sua idade.
Descubra onde o selo foi impresso. A proeminência histórica de um país pode influenciar no valor do selo. O país fabricante pode imprimir seu nome em uma língua desconhecida ou num alfabeto diferente do romano; se você descobrir o nome do país em alfabeto romano, pesquise no site Nations Online para descobrir a identidade do mesmo em seu idioma.

Observe como o desenho está centralizado. Mais importante que o desenho em si é a centralização dele no selo. É possível determinar a centralização olhando o selo de ponta cabeça.

Observe a cola do selo. Selos antigos eram revestidos com uma substância que deveria ser lambida para que o selo pudesse ser colado no envelope. O tipo de cola e suas condições podem influenciar no valor do selo.
  • Cola de menta é mais valiosa para os colecionadores do que a comum.
  • A cola distribuída uniformemente valoriza muito mais o selo do que a com falhas, rugas ou que tenha sido parcialmente removida. Por essa razão, um selo usado é mais valioso quando se encontra ainda colado no envelope ou cartão postal.
  • Álbuns de selos antigos, que são em forma de livros, desvalorizam os selos, já que as dobras podem danificá-los.
Observe as perfurações. Além da cola na parte de trás, os selos mais antigos eram impressos com pontilhados nas bordas para que pudessem ser separados uns dos outros. O tamanho pode ser medido através do padrão de perfuração, enquanto os pontilhados devem estar bem cortados.

Verifique se o selo foi cancelado ou não. O cancelamento impede que o selo seja usado para postagem; além de diminuir seu valor. O ideal é que não haja uma marca de cancelamento ou que ela seja leve e que não interfira no desenho do selo.

Descubra se o selo é raro. A raridade de um selo depende de quantas cópias dele foram produzidas. Selos produzidos nos últimos 60 anos geralmente valem somente o especificado na face, pois existem muitos deles em circulação. Por exemplo, o selo de 1 centavo do Benjamin Franklin de 1861 tem pouco valor pois estima-se que existem 150 milhões de cópias dele.
  • Selos com erros no desenho, como o selo famoso que teve seu desenho impresso de ponta cabeça, são raros e valiosos para os colecionadores. Esses selos estão entre os poucos que escaparam do controle de qualidade antes da distribuição.
Avalie a condição do selo. Os fatores listados acima ajudam a determinar a condição do selo, que pode ser classificada em dois níveis:
  • A condição expressa em três termos gerais: são, defeituoso, ou imperfeito. Um selo defeituoso possui apenas pequenas imperfeições, como uma pequena marca de dobra no canto. Um selo imperfeito possui grandes defeitos, como dobras, furos, abrasões ou manchas. Um selo são não possui imperfeições.
  • A condição expressa em sete níveis menores, similares aos usados para moedas: abaixo da média, aceitável, mediano, bom, excelente, muito excelente, e extremamente excelente.
Descubra a procura pelo selo. Mesmo que um selo raro esteja em ótimas condições, ele pode não ser tão procurado pelos colecionadores. A relação com um grande evento histórico ou mesmo o preço do selo pode influenciar sua procura

Consulte uma referência impressa. Você pode pesquisar o histórico e o valor de um selo consultando uma enciclopédia ou catálogo de selos. Algumas ótimas referências disponíveis na maioria das bibliotecas dos EUA são a "Enciclopédia do Colecionador de Selos" de Richard John Sutton e o "Catálogo Especial de Selos e Capas dos Estados Unidos" para selos americanos; já no Reino Unido existem o Catálogo Nacional Stanley Gibbons e o Catálogo de Selos do Império Britânico.

Pesquise na internet. Existem muitas fontes online para descobrir os valores de selos.
  • Sites de leilões como o eBay, Delcampe, Coisas podem dar uma ideia do valor atual de mercado para um determinado selo. Compare seu selo com os dispostos no site da maneira mais precisa possível.
  • Sites de compra e venda de selos oferecem um mercado para colecionadores e dão uma base para comparar seus selos e descobrir os valores.
  • Sites de entusiastas de selos oferecem fóruns de discussão onde você pode postar suas perguntas e aprender sobre filatelistas (http://www.selos-postais.com/forum/).
  • Enquanto os catálogos Yvert & Tailard, Scott e Gibbons não são acessíveis online, os catálogos Stanley Gibbons estão disponíveis no site da empresa, e os catálogos Scott podem ser pedidos nos sites de compra e venda de selos.
Visite feiras de selos. Esses eventos são ótimas oportunidades para ver os valores de mercado de vários selos e para conversar com outros colecionadores, que podem oferecer opções em valores.

Leve o selo para um profissional avaliar. Um avaliador é o melhor canal para descobrir o valor real de um selo, que normalmente será maior do que o preço de venda. Alguns avaliadores são também compradores de selos.
  • Peça recomendações de avaliadores para outros filatelistas ou consulte na internet os sites de associações como a Associação Americana de Compradores de Selos ou de organizações sem fins lucrativos, como a Sociedade Americana de Filatelia.

segunda-feira, 9 de maio de 2016

MF 110 Anos da Chegada do Comboio a Vila Real de Santo António

A Secção de Coleccionismo da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Real de Santo António convidam-no para a Mostra Filatélica Comemorativa dos 110 Anos da Chegada do Comboio a Vila Real de Santo António e que está integrado nas Comemorações do DIA DA CIDADE.

INAUGURAÇÃO – dia 9 de Maio pelas 15H30, no Átrio da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, com a presença da Vice-Presidente Dra. Maria da Conceição Cabrita.
POSTO DE CORREIO – dia 13 de Maio pelas 09H30, onde será aposto em todas as correspondências apresentadas para o efeito um Carimbo Comemorativo especialmente confeccionado pelos CTT-Correios para este acto.








VISITAS – A Mostra Filatélica pode ser visitada diariamente, durante as horas normais de expediente

A chegada do Correio a Vila Real de Santo António a 14 de Abril de 1906, foi presenciado por numeroso público que se aglomerou nas proximidades da Estação de Caminho de Ferro, na altura construída em madeira. Para as entidades oficiais foi construído um Pavilhão faustosamente engalanado com dezenas de bandeiras dando ao acto um ambiente festivo.
Mas, para chegar a este dia, dia em que se concluiu a então chamada Linha do Sul, entre o Barreiro e Vila Real de Santo António, muitos anos se passaram desde que foi dado o primeiro passo, a 6 de Fevereiro de 1855, data da publicação do Decreto de autorização dos Estatutos da Companhia de Caminhos de Ferro ao Sul do Tejo.
A 1 de Fevereiro de 1861 é aberta à exploração o primeiro troço entre o Barreiro e Vendas Novas e o troço entre Pinhal Novo e Setúbal, da Linha do Sado, que mais tarde seria integrado na Linha do Sul.
Depois….
Bem, depois… desde o Barreiro, foram Pinhal Novo, (Évora), Beja e Funcheira, o comboio chegaria a Faro a 21 de Fevereiro de 1889, um comboio de testes. A inauguração daquela Estação de Caminho de Ferro viria a acontecer a 1 de Julho do mesmo ano com a presença de Suas Majestades o Rei D. Luís I e a Rainha D. Maria Pia de Sabóia e restante Séquito Real, que foram transportados no “Comboio Real” até ao Algarve.
Para chegar a Vila Real de Santo António haveria ainda que concluir a restante linha de caminho de ferro até à fronteira, Olhão em 1904, Tavira em 1905 e finalmente Vila Real de Santo António 14 de Abril de 1906.

A construção da actual estação de Caminho de Ferro, projecto do Arquitecto Raul Lino foi concluída em 1945, tendo sido inaugurada nesse ano em 4 de Setembro o prolongamento até à fronteira, Apeadeiro de Vila Real de Santo António-Guadiana (Cottinelli Telmo) foi inaugurado em 24 de Janeiro de 1952, cujo primeiro comboio a chegar a este Apeadeiro foi o nº 8011, Rápido do Algarve, (Gazeta dos Caminhos de Ferro de 28/5/57), tendo estado em serviço até 1998 (?).

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Francisco Galveias lança novo livro


Caros leitores,

aqui vos deixamos a notícia do lançamento do novo livro de Francisco Galveias denominado "O primeiro carimbo comemorativo dos CTT do Concelho de Casto Marim".

No referido livro podemos encontrar os seguintes capítulos:

  1. Selo da Ponte Internacional de Castro Marim;
  2. Primeira Mostra Filatélica de Castro Marim;
  3. Os Correios Assistentes de Castro Marim;
  4. As ALGARPEX's versus ONUGARVE's;
  5. ALGARPEX 2015 - VI Exposição Filatélica do Algarve;
  6. Selos Personalizados de Castro Marim;
  7. As Estações de Correio em Castro Marim;
  8. A Filatelia em Castro Marim e na Comunicação Social;

Este livro tratou-se de uma edição de autor tendo na 1.ª edição uma tiragem de 80 exemplares.

Mais notícias em:
https://www.facebook.com/municipio.castromarim/posts/1114364301960183
http://www.rua.pt/castro-marim-acolhe-investidura-templaria/
http://cm-castromarim.pt/info/noticia/desporto-e-musica-nas-comemoracoes-do-25-de-abril-em-castro-marim



sábado, 23 de abril de 2016

25 de Abril

Caros leitores,

aqui vos deixamos a notícia que a Biblioteca Sophia de Mello Breyner Andresen em Loulé no âmbito das comemorações do 25 de Abril recebeu uma coleção de filatelia alusiva ao 25 Abril de Francisco Paiva.
A Biblioteca Escolar da Escola EB 2/3 D. Afonso III assinala também o 25 de Abril com uma coleção de Luís Brás.

Ligações

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...